sábado, 3 de março de 2012

Passado deixado para trás

- adaptado

E apesar de ser a minha vontade, não havia porque chorar. Não poderia chorar pela perda de algo que não tive, assim como eu não poderia sentir falta de algo que nunca esteve presente. Pois se olhássemos com maior cuidado, entenderíamos que o erro não estava em você ter esquecido e sim em mim em lembrar tanto. Não houve perdas, não houve mudanças. Se houve alguma mudança, foi apenas a constatação de que estávamos sós, ainda que demorássemos a perceber, sempre estivemos todos sós.

Mas somos melhores agora.
Não que não fossemos bons juntos, mas pare e pense comigo. Somos melhores agora.

É claro que eu sinto saudades, mas sinto falta de tantas outras coisas na vida que não consigo suprir. Porque por mais que nos vejamos algumas vezes e que você me conte em um dia o resumo de um ano, essa saudade não morre. A diferença é que hoje eu sei que sentir saudades é diferente de querer de volta. Eu sinto falta, mas não quero mais. Afinal, não somos mais os mesmo.

E sou grato por isso. Porque de fato eu nunca teria forças para me desprender, mas depois que você soltou minha mão, tive impulso pra sair correndo sozinho. É claro que eu queria crescer junto contigo e tirar do papel todos nossos sonhos, mas te perder me fez criar asas incríveis que eu só conseguiria criar estando longe de você. Você fez a parte mais difícil. Abandonar é sempre mais difícil que ser abandonado. Afinal, em mim nunca vai pairar o remorso do que poderíamos ter sido, você precisou de coragem e eu só precisei aceitar. Mesmo tendo doído tanto.

E logo eu que chorava com qualquer comercial de margarina, hoje não consigo sentir nem pena de mim. Antes de você minha dificuldade era com pontos finais, novos rumos, virar páginas, pois eu simplesmente não aceitava que minha vida se encaminhasse diferente do que planejávamos, mas depois que você se foi eu tenho que constantemente controlar minha vontade incomum de sempre ir embora.

Não apaguei memórias, não arrependi do passado, não criei rancor, não deixei feridas abertas, não esqueci.
Não é que hoje eu te ame menos, é que assim como você, hoje eu me amo mais.
Como eu disse no começo de tudo.Somos melhores agora.

6 comentários:

  1. Gosto e sigo :) Se quiseres segue de volta :D

    ResponderExcluir
  2. Gostei do teu blog, adorei o texto :)
    Estou a seguir,se quiseres passa pelo meu!, beijinho*

    ResponderExcluir
  3. estou a seguir minha querida! Adoro o teu blog, adoro o teu estilo, adoro a tua escrita, adoro o design (...) Parabéns!
    Passa pelo meu, deixa a tua opinião e se gostares, segue* beijocas
    voltar-ao-inicio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Adoro completamente o teu blog, um dos melhores que sigo*

    ResponderExcluir
  5. as vezes perder alguém faz-nos entender muita coisa e aprender também. por isso se estas melhor assim , se feliz ;)

    ResponderExcluir